Necessidade de Capital de Giro: Por que é importante saber esse indicador?

Tempo de Leitura: 3 min.

Necessidade de Capital de Giro: Por que é importante saber esse indicador?

Sistema de Gestão Financeira para MEI e Pequenas Empresas de Serviço


A Necessidade de Capital de Giro é quanto a empresa precisa ter de recursos financeiros disponíveis para pagar os gastos (custos e despesas) gerados durante o processo produtivo e de venda.


Desde que comecei a me aprofundar nos conceitos da gestão financeira empresarial, percebi literalmente a importância de conhecer o conceito da Necessidade de Capital de Giro para a sobrevivência do negócio.

Acredito que muitos empresários, assim como aconteceu comigo, passam por verdadeiros sufocos financeiros, por desconhecerem essa informação.

Porém, antes de seguirmos adiante, você pode estar se perguntando: Mas afinal, qual a diferença entre Necessidade de Capital de Giro (NCG) e Capital de Giro (CG)?


Necessidade de Capital de Giro X Capital de Giro

Como já falamos aqui, a Necessidade de Capital de Giro informa quanto a empresa precisa ter de recurso para manter o negócio girando. Logo, a necessidade de capital de giro é nada mais do que um indicador gerencial.

Por outro lado, o capital de giro é o valor existente na empresa para fazer frente às despesas necessárias para manter a operação “girando”. Ou seja, para pagar os custos e despesas geradas durante o processo produtivo e de venda. O capital de giro é real e palpável, é o que existe de recurso na empresa.

Captou?


A Importância da Necessidade de Capital de Giro

Como você já percebeu, este indicador é muito importante para a saúde financeira da empresa. Lembre-se que um negócio sem capital de giro está fadado a morrer.

Entendendo quanto a empresa precisa de capital para girar durante determinado período de tempo, você poderá por exemplo, se programar e buscar fontes de financiamento adequadas para suprir essa necessidade. Ou mesmo, em caso que o indicador mostre um valor inviável, repensar alguma estratégia para tentar otimizá-lo.

necessidade de capital de giro


Calculando a Necessidade de Capital de Giro

Existem muitas formas de calcular esse indicador e quase todas utilizam-se das informações obtidas nos relatórios contábeis. Isso é só mais um motivo para se ter uma gestão financeira bem redonda, caso contrário, as análises ficarão prejudicadas.

Neste artigo vou te explicar uma forma de cálculo simples que é derivada da tradicional e que pode ser feita de uma maneira mais “empírica” caso ainda não exista tanta exatidão nos seus números.


A fórmula é a seguinte:

NCG = (CF x Receita Líquida) / 360

Onde:

CF = Ciclo Financeiro (em dias)

Receita Líquida = Receita Bruta – (Impostos + Devoluções + Descontos Concedidos)

Dessa maneira é possível entender rapidamente a Necessidade de Capital de Giro da empresa.


Vamos ao exemplo:

A empresa Pastel de Flango possui os seguintes dados no ano de 2018:

Ciclo Financeiro (CF) = 60 dias

Receita Líquida (Anual) = 500.000

Necessidade de Capital de Giro (NCG) = ??


Cálculo

NCG = (60 x 500.000)/360

NCG = 30.000.000/360

NCG = 83.334,00


Resultado

Isso quer dizer que a Empresa Pastel de Flango precisou ter em 2018 aproximadamente R$ 83.334,00 de capital de giro para fazer frente aos seus gastos de giro. Daí podemos dizer que se:

  1. NCG = CG – A Pastel de Flango está no limite de seu financiamento. Atenção!
  2. NCG > CG – A Pastel de Flango precisa buscar uma fonte de financiamento para fazer frente às suas despesas de giro;
  3. NCG < CG – A Pastel de Flango está com saúde financeira e não necessitará buscar novas formas de financiamento.


O que podemos aprender então?

De acordo com essa metodologia de cálculo, podemos aprender que existem dois motivos para a alteração da Necessidade de Capital de Giro na empresa. São elas:

  1. O crescimento da receita operacional – Sempre que o faturamento da empresa crescer, haverá como consequência a necessidade de investir novos recursos para financiar o seu giro. A Necessidade de Capital de Giro crescerá diretamente proporcional a essa evolução;
  2. O alongamento do Ciclo Financeiro por descasamento entre os prazos médios de recebimento, pagamentos e estocagem.

O que quebra uma empresa não é a falta de LUCRO, as empresas quebram pro falta de CAIXA


Resumindo

A Necessidade de Capital de Giro é um indicador importantíssimo para a saúde financeira da empresa.

É calculado com os dados obtidos nos relatórios contábeis.

Fornece o valor necessário de Capital de Giro para que o negócio possa “girar” por determinado período de tempo.

Indica de existe a necessidade de buscar novos financiamentos para suprir os gastos de giro.

Pode ser afetada basicamente por dois fatores: Aumento de Vendas e do Ciclo Financeiro.

Se você ainda tiver alguma dúvida sobre esse assunto, deixe seu comentário aí embaixo.

Se quiser saber mais sobre Ciclo Financeiro, clique aqui!

Picture of Décio Muniz

Décio Muniz

Empreendedor e Gestor Financeiro. Possui longa experiência em funções gerenciais dentro de diversas empresas. É especializado em Gestão e Finanças por duas das melhores escolas de negócio do país: Ibmec e FGV. Em 2017 fundou a Consultei seguindo o seu desejo de ajudar as pequenas empresas a se desenvolverem através da organização e controle da Gestão Financeira.
Podcast Gestão Financeira Consultei
O podcast que fala sobre finanças para os pequenos empresários